“O que me aflige e alegra na vida adulta é não poder controlar completamente a mulher que todos os dias me vou tornando e ser, em simultâneo, a única pessoa que pode responder por ela.”

A primeira parte de Pintado com o pé reúne textos dispersos, escritos pela autora entre 2013 e 2019 e que vão da crónica ao conto e ao ensaio breve. Os temas são tão diversos como “A angústia de não ler o suficiente”, “Vida adulta”, “Uma fotografia com Mariam”, “Canção de um mundo que persiste”, “Longe da praia”, “Pensar com as mãos”, “Direito de desaparecer”, “Morrer pela primeira vez” ou “Chegar atrasado à própria pele”, e ainda vários outros. A segunda parte é formada por dois ensaios, “Inseparabilidade” e “Amadores”.

2019    Relógio D’Água Editores

 
 
DSCF0055.jpg

Na imprensa —

“Se há coisa que sobressai ao longo dos mais variados textos é essa preocupação com o uso da nossa voz para dar voz a outros.”

Miguel Fernandes Duarte, Comunidade Cultura e Arte

“Esta é a reunião de alguns dos textos publicados por Djaimilia Pereira de Almeida com carácter “avulso” — aqui e ali — mas unidos por um fio invisível: uma tendência notória para o desaparecimento da autoria, num mundo sitiado pela ‘autoficção’.”

LER

“Os ensaios pessoais de Djaimilia Pereira de Almeida estabelecem uma relação entre ideias e experiência, entre o cerebral e o vivido.”

PEDRO MEXIA, EXPRESSO

 

 
 
 
 

Pode encontrar os meus livros online na FnacWook, na Relógio D’ Água e na Fundação Francisco Manuel dos Santos

You may find my books online on FnacWook, at Relógio D’ Água and on Fundação Francisco Manuel dos Santos.